Electronic Arts é eleita a pior empresa da América


The Consumerist

Quem diria, a responsável por Fifa Soccer, Road Rash, Desert Strike e tantos outros clássicos ganha um título tão degradante.

Mas não é a toa, pois os bons tempos se foram, e usuários de todo o mundo afirmam que a EA tornou-se uma empresa mercenária e sem o velho empenho na produção de jogos.

Para explicar melhor aos que ainda não entraram na geração atual de videogames: com o advento da internet e a tecnologia disponível nos consoles, é possível disponibilizar atualizações para os jogos. Isso inclui download de correções, modificações e extras.

Porém, existem numerosas reclamações afirmando que a Electronic Arts deliberadamente “segura” conteúdos dos jogos para venda posterior como se fossem extras.

Depois de uma exaustiva votação, totalizando mais de 250 mil votos, os leitores do site The Consumerist chegaram a esta conclusão, deixando o Bank of America em segundo lugar.

Bons tempos quando tínhamos cartuchos utilizando o máximo de recursos do videogame e criatividade das produtoras de jogos…

Anúncios